Carta aos associados

Manaus, janeiro de 2017

Prezados associados,

O mês de novembro de 2016 ficará marcado na História da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU) como sendo a data em que, pela primeira vez em 24 anos, nossa organização será dirigida por especialistas do Norte do país. Mas não se enganem: não temos aqui uma ruptura ou um alarde vazio baseado em bairrismos ou regionalismos. Mas, sim, como um reconhecimento do trabalho incansável que nossa região tem desempenhado, ao lado das demais diretorias nos outros centros, pela arborização em todo o país. E a eleição de nossa chapa, por aclamação, apenas evidencia o reconhecimento que nossos pares têm para conosco, como profissionais e amantes do que todos nós fazemos.

Construímos uma campanha de forma natural, buscando, desde sempre, contribuir para o fortalecimento da SBAU. Assim foi em 2008, quando ajudados a realizar, pela primeira vez, o XII Congresso de Arborização na capital do Amazonas, época em que ainda fazia parte dos quadros municipais. Até hoje, é considerado um evento marcante pela organização e qualidade do evento, assim como importante legado deixado em Manaus – uma cidade que, embora cercada de florestas, historicamente tem uma relação difícil com a arborização em vias públicas. Realidade que, desde então, vem aos poucos mudando.

Nosso desejo de mudança, de crescimento e sobretudo de fortalecimento da arborização urbana em todo o país caminha de mãos dadas com o diálogo, com superação de obstáculos e com as parcerias. Sem elas, nem estaríamos aqui hoje. A SBAU não sou eu, presidente eleito para o triênio 2017-2019, assim como não se resume à nossa chapa. A SBAU somos todos nós: a diretoria executiva, os diretores regionais, os servidores públicos que se redobram para ajudar a promover e a realizar os congressos e eventos, as empresas parceiras e, claro, os associados espalhados em todo o país.

Estamos geograficamente distantes, mas próximos pelo mesmo objetivo comum: promover a arborização, a arboricultura e o meio ambiente urbano. É pensando neste objetivo macro que pretendemos, como uma de nossas metas iniciais, estreitar ainda mais os laços entre os membros da SBAU. Queremos que todos saibam o que nossa organização está fazendo, onde está atuando e como trabalha. A transparência de nossas atitudes será o marco maior de nossa gestão, porém sempre cientes de que tal prerrogativa não é mérito – é apenas a obrigação principal de qualquer diretoria para com os associados, parceiros e amigos.

Vamos buscar modernizar a comunicação com os associados com o desenvolvimento de um novo e melhorado Portal Institucional, que além de aprimorar a divulgação de nossas ações, vai proporcionar a melhoria do relacionamento com os associados. Também vamos atuar fortemente, junto com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), na finalização da “Norma de Análise de Risco de Árvores”, visando normatizar os procedimentos para que o poder público possa lidar e manter árvores no espaço urbano das cidades.

Também vamos trabalhar diariamente para tornar ainda mais harmônica a relação da SBAU com a Internacional Society of Arboriculture e demais parceiras da nossa organização. Sabemos que não estamos sozinhos. E que contaremos com os esforços unificados de nossos amigos em todo o país. Para uma SBAU mais forte, uma arborização mais consciente e um trabalho coletivo para consolidar nossa missão em cada capital do país, além de onde mais for preciso. Um bom trabalho a todos nós.

Eng°. Agrônomo Heitor Liberato Júnior
Presidente

0 Comment