‘Plantando por aí’ espalha mudas de diferentes espécies em cidades de SC

‘Plantando por aí’ espalha mudas de diferentes espécies em cidades de SC

Do G1

Araçá, ingá, fruto-do-sabiá e até mesmo a exótica moringa oleífera: essas são algumas das espécies de árvores enraizadas pelo projeto “Plantando por aí”, criado em Balneário Camboriú, no litoral Norte. Desde janeiro de 2016, uma promessa de Ano Novo se transformou em um projeto ambiental e uma “missão de vida” para a empresária e jornalista Cláudia Müller, de 40 anos.

A proposta já espalhou centenas de mudas em várias cidades catarinenses e a ideia acompanha o desenvolvimento da planta, a florada e tem como objetivo colher os frutos coletivos, junto com a população das cidades.

O objetivo maior, ela conta, é mobilizar as pessoas a fazerem o mesmo “plantando por aí”, como remete o nome da iniciativa.

“O que mais quero é multiplicar a ideia, sempre que tenho um tempo livre saio para plantar árvores. Coleto as sementes, produzo e planto para o mundo”, diz.

Claudia nasceu em Canoinhas, no Norte do estado, onde cresceu brincando em árvores. Desde então, sempre plantava toda a semente que encontrava pela frente. Após morar 18 anos em um apartamento em Balneário Camboriú, a empresária mudou para uma casa em Itajaí e transformou o local em uma pequena “floresta”.

“Comprei um terreno só para construir meu horto caseiro. Cheguei a vender um carro que eu tinha para fazer a estufa. Tenho mais de 200 espécies de mudas. Agora não planto pra mim, mas para futuras gerações que vão usufruir da sombra e dos frutos”, afirma.

Primeiros passos

O projeto surgiu quando Claudia decidiu dar um novo lar para três mudas que tinha para uma praça pública. “A ideia de sair ‘plantando por aí’ ocorreu no início do ano ao pensar sobre as promessas de Ano Novo, que muitas vezes não cumprimos. Foi quando refleti que poderia fazer algo para contribuir para o bem-estar de outras pessoas”.

Ela lembra que depois que colocou a primeira árvore no chão, a germinação da planta ocorreu na terra e também na mudança de consciência. “Um ato tão simples e com grandes efeitos. Hoje, tenho até um coração verde tatuado no braço, afinal meu coração é verde”.

Após divulgar nas redes sociais, o projeto ganhou uma repercussão inesperada e três voluntários passaram a participar para fomentar a ação.

Todo o financiamento do projeto é de recurso próprio. “Faço campanhas com os vizinhos para que pelo menos guardem caixas de sucos, leite, que uso como embalagem para as mudas”.

Semanalmente, ela divide as atividades do trabalho em sua loja de produtos infantis com os encontros marcados com o grupo um encontro para o plantio.

Durante as ações do projeto, Claudia já se deparou com situações que precisou driblar para continuar encontrando uma “vaga” para as árvores, que ocorrem em terrenos públicos e provados. “Temos o cuidado claro de não plantar em calçadas, por exemplo, árvores de raízes aéreas e agressivas”, explica.

No ano passado, o projeto plantou mais de 800 árvores, com mudas que a empresária produz no próprio viveiro. Entre as ações para reflorestamento de áreas degradadas, manutenção das árvores e envio de cartas com sementes. Também foram realizadas palestras gratuitas, plantio e distribuição de sementes em escolas.

“Sem árvore, não há vida. Sonho em ver a população enquanto espera num ponto de ônibus ou em praças, colher suas frutas para levar para casa gratuitamente”, afirma Claudia.

A iniciativa integra a série de reportagens do SC + e mostra como uma ação individual pode mudar o cenário da natureza de uma cidade e implica diretamente na vida de dezenas de pessoas.

Serviço

Projeto: “Plantando por aí”
O que faz: O projeto tem o objetivo plantar árvores, além de incentivar a mobilizar a outras pessoas a fazerem o mesmo.
Sede: Itajaí
Início das atividades: janeiro de 2016
Contato: [email protected]

0 Comment