Mensagem de encerramento de 2014 do presidente

Mensagem de encerramento de 2014 do presidente

Amigos da Sbau,

Este primeiro ano à frente da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (Sbau) foi de muitas conquistas, que só foram possíveis graças ao compartilhamento de responsabilidades e à ajuda dos nossos diretores e representantes regionais. Entre as principais vitórias destaco o aumento do número de sócios em dia com a Sbau, que subiu de 190, quando assumimos a presidência, para 460, em dezembro. É também muito motivador ver o número cada vez maior de pessoas acompanhando nosso trabalho pelo Facebook. Atualmente nossa fan page está quase atingindo a marca de 2.000 fãs. O número cada vez maior de sócios e de pessoas acompanhando e compartilhando nosso trabalho nas redes sociais é fundamental para tornar o trabalho da Sbau mais reconhecido nacionalmente. Há um longo caminho para percorrermos, mas creio que estamos no rumo certo.

Não tenho como não dividir e comemorar com vocês o sucesso de nossos eventos ao longo do ano, como o III Encontro Nordestino de Arborização Urbana (Enau) e nossa participação no “European Conference of Arboriculture – Planning the green city: relationships between trees and infrastructures” da ISA. Vou neste espaço, me ater a comentar sobre o XVlll Congresso Brasileiro de Arborização Urbana (Cbau), ocorrido no Rio de Janeiro em novembro. Foram muitos debates, minicursos com profissionais de alto nível, a presença de autoridades internacionais, como o futuro presidente da ISA, De Gourét F. Litchfield, e o campeonato Brasileiro de Escalada em Árvores, que tem um novo campeão: o biólogo e gaúcho Anderson Paz. Entre os principais temas debatidos destacamos as propostas de criação de um sistema nacional de áreas verdes e da política nacional de arborização urbana.

O debate com os secretários municipais do Meio Ambiente do Brasil também mostrou a importância que as prefeituras possuem na gestão da arborização urbana. A responsabilidade da gestão da arboricultura brasileira passa pela adoção de infraestrutura mínima, sob todos os aspectos, para que o setor competente possa obter resultados positivos, situação que na maioria das vezes não acontece. O papel dos governos estaduais e municipais na gestão da arborização urbana para implementar políticas públicas deve passar por:

-Terceirização de serviços;
– Normalização de serviços;
– Georefenciamento de matrizes autóctones;
– Implementação de cabos ecológicos ;
– Código Brasileiro de Arborização Urbana;
– Profissional Arborista, treinamento e qualificação;
– Concretização do Arbonegócio no Brasil.

Neste CBAU, a SBAU lançou um novo desafio aos empresários da arboricultura, que intitulamos de Arbonegócio. O Arbonegócio é uma atividade nova no Brasil, mas que vem crescendo ano após ano. Para consolidar essa cadeia, é preciso aumentar a atração por meio de uma gestão cada vez mais profissional nesta área. Ciente da carência de programas qualificados que suportem o rápido crescimento do Arbonegócio, a SBAU propôs estar à frente deste debate a partir da realização de feiras, fóruns e seminários. O desafio é buscar estabelecer novos paradigmas para o segmento quanto às questões econômicas, sociais e ambientais.

Neste contexto, insere-se um dos principais objetivos da SBAU: promover em todo o país a importância da arborização urbana por meio de trabalhos técnicos, científicos e político-administrativos. Eventos, cursos, treinamentos, publicações e outras formas de comunicação são fundamentais na divulgação e no incentivo dos trabalhos que contribuam para o desenvolvimento da arborização urbana.

É nesse sentido que quero reforçar aqui o convite a todos os sócios e profissionais da arborização. Em março realizaremos em Porto Alegre o 1º Fórum Internacional de Avaliação de Árvores de Risco. Todas as informações do evento e os procedimentos para as inscrições estão destacados no nosso site (www.sbau.org.br). Contamos com a presença e divulgação de vocês.

Boas festas e um feliz 2015 a todos!!!

André Puente
Presidente da Sbau

0 Comment